DESIGN AFETIVO

Lucilne Bredoff

DESIGN AFETIVO

DESIGN AFETIVO – PRESERVAR AS MEMÓRIAS DO SEU LAR

Um lar com personalidade deve ter histórias para contar. Construída de forma orgânica, uma morada assim abriga peças e coleções adquiridas em viagens e experiências ao longo da vida, explorando as melhores lembranças.

E não há preocupação em parecer um espaço decorado – pelo contrário! Vale misturar fragmentos de modo eclético ou destacar objetos que amamos em um cantinho especial. Isso, que chamamos de decoração afetiva, vai tornar a sua casa única, uma extensão de você mesmo. Distribua as memórias por todo o lar, em composições nas paredes, estantes, apoiadas em mesas e até no chão. Aposte nas suas cores preferidas, ressalte fotos de momentos marcantes e pessoas queridas, mostre que você é o dono do pedaço!

Cheiros, músicas, cores, lembranças de famílias e objetos de viagens.

Um lar com personalidade deve ter histórias para contar. Ambientes mais compartilhados, coloridos e a decoração é utilizada de forma a instigar sentimentos estratégicos, como a criatividade e a eficiência.

A identidade da pessoa precisa estar registrada no espaço de alguma forma.  Nos designer’s de interiores criamos identidade na sua ambientação através de suas referências na moda, arte popular brasileira, cultura pop, artesanato ,obras de artes, objetos de memórias afetivas.

A decoração legítima, afetiva e particular carrega uma composição que revela cada cantinho. As necessidades do cliente são ouvidas e a decoração da casa é pensada de forma a tornar o dia a dia dele mais prático e leve, para que o lar possa se tornar um lugar de descanso e refúgio.

Assim, decorar com emoções, tem ligação direta com a sensação de pertencimento ao lar. E sentir-se parte de um lugar, traz como efeito a diminuição do cansaço e os benefícios do autoconhecimento, da sensação de bem-estar e do aumento da criatividade.

Viver, sentir, experimentar a casa. Deixar nascer laços duradouros com o lar, ressignificar o morar a partir da singularidade, acolher o jeito de ser peculiar. O design de interiores ganha uma importância que ultrapassa os conceitos básicos de melhor aproveitamento dos ambientes. É a decoração afetiva, que Tendência ainda pouco explorada, a ideia é oferecer aos usuários prazer e autonomia a partir da concepção de um universo particular que permita o crescimento e aprendizado individual e, ao mesmo tempo, otimizar a convivência com os demais.

Transitar entre a clássica decoração infantil com brinquedos, cores pastéis, acessórios e móveis planejados para crianças para uma outra fase, sem esse tipo de referência, é marcante. Estar atento às possibilidades de como decorar o quarto de seu filho adolescente, valorizando artigos da moda e auxiliá-lo a expressar o melhor de sua personalidade. Então, se você quer ter a decoração de sua casa projetada, manter uma harmonia nos ambientes e auxiliar seu filho a desenvolver a paixão por ambientes decorados.

Uma das formas de se começar a transformar um quarto de seu filho é a valorização das cores. Afinal, a coloração do ambiente, além de influenciar nas emoções, reflete boa parte da personalidade de um adolescente, então, estar atento no momento da escolha de cores para quarto e planejar sua aplicação é uma forma agradável de se projetar.

A nossa relação com o mundo exterior é mediada constantemente pelos cinco sentidos. São eles a porta de entrada para as nossas percepções sobre tudo aquilo que nos rodeia. Estímulos provenientes das imagens, dos cheiros, dos sons, dos toques e dos gostos definem todas as nossas experiências ao longo da vida, constituindo, nesta interação, a nossa personalidade, os nossos sentimentos, o nosso humor e as nossas opiniões.

Assim, é muito importante configurar o espaço para que seja sensorial e visualmente agradável, para que o seu layout favoreça a circulação, bem como considerar a acústica do local, a incidência de luz e os fatores que poderão proporcionar conforto psíquico e ergonômico durante a permanência no ambiente.

Personalizar o ambiente também é um fator muito importante para influenciar o desenvolvimento do seu filho .Por isso quero deixar uma dica muito importante para você. Fazer uma transformação de um quarto de criança para um quarto de adolescente.

Por todas estas razões, o design de interiores, até então considerado um trabalho elitizado, passou a ser visto como um serviço fundamental para a satisfação e a felicidade das pessoas, através da interação com os seus espaços.

Ao abandonar a infância, o adolescente começa a ter mais responsabilidades no que diz respeito à escola. Um lugar específico destinado a seus estudos pode ser uma maneira de incentivá-los a cumprir com suas obrigações estudantis. Fazer um guarda-roupa planejado organização de roupas e sapatos, os pais podem investir em uma bancada com iluminação direta, para não forçar a vista durante a leitura. Além disso, cadeiras  com excelente ergonomia  e confortáveis deixam o ambiente gostoso para que o jovem queira sentar e estudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *